Rivalidades monocromáticas

re-pa_torcida

Times que são rivais e dividem cores + o curioso caso inglês

O recomendado artigo da Trivela sobre cores e identidades me deu um estalo para falar sobre a relação curiosa entre algumas rivalidades. Enquanto a maioria dos rivais ao redor do mundo buscam se diferenciar pelas cores, existem alguns raros exemplos no Brasil e no exterior de grandes rivalidades em que os clubes dividem as mesmas cores. Confira na sequência.

Continuar lendo “Rivalidades monocromáticas”

Cores e identidade ao redor do mundo

torcida-grenal
[Imagem: Lucas Uebel/ Grêmio FBPA]

Trivela mergulha de cabeça na relação da torcida com suas cores

O site Trivela trouxe uma bela matéria sobre a relação umbilical da torcida com suas cores: como elas estão atreladas a diversas questões de identidades, desde a mera diferenciação do rival até questões de comportamento, consumo, sociedade e política. Vale muito a leitura, clicando no nome do artigo abaixo.

Muito além da camisa: como as cores influenciam a identidade e outras tantas relações ao redor do futebol (por Beatriz Sardinha e Lucas Zacari)

Mais sobre impacto da camisa no resultado

1996_southampton_man-united
O famoso caso do "uniforme que confundia os próprios jogadores" do Manchester United em 1996.

Outras pesquisas que existem e que eu queria ver sobre o tema

Eu já comentei por aqui sobre pesquisas famosas que apontam, por exemplo, “qual cor tem mais sucesso nos esportes” e por que eu acho que o impacto de camisas no desempenho psicológico dos atletas, embora plausível, não está comprovado por tais pesquisas.

Mas, mesmo sabendo que temos que encarar pesquisas do tipo com um pé atrás (o que muitas vezes envolve saber ler as conclusões que os pesquisadores escrevem, que muitas vezes são sinceros em apontar limitações do resultado, mas essa observação não é passada para frente), elas apontam teorias interessantes.

Por isso, confira na sequência algumas novas pesquisas que esbarrei e suas teorias, além de uma sugestão de pesquisa que eu gostaria de ver.

Continuar lendo “Mais sobre impacto da camisa no resultado”

Curtinhas: número padrão e goleiro disfarçado

Fonte-BR-simulacao-a

Brasileirão lança fonte padronizada para números e nomes nas camisas (com opinião)

Seguindo a tendência de outros campeonatos, a CBF lançou uma fonte padronizada que deverá ser usada na camisa de todos os clubes da Série A a partir da quarta rodada. Ok, notícia dada, vamos direto à opinião. Não gosto, por questões técnicas de estética: se o clube lançar uma camisa retrô, a fonte padrão destoará completamente da camisa.

E um exemplo disso é a própria camisa atual aprovada pela seleção brasileira: com estilo retrô em homenagem à Copa de 1970, o número vem numa fonte igualmente retrô. Acredito que um regulamento como o da Fifa ou o da Uefa, que restrinja fontes ilegíveis, como finas demais ou em cores sem contraste, mas deixa espaço para liberdade de estilo, já seria suficiente.

Mas pelo menos a CBF ainda não obrigou colocar os números em caixas.


juazeirense-cruzeiro

Fábio joga disfarçado de jogador de linha

Assistindo quarta ao final do jogo entre Juazeirense e Cruzeiro, me surpreendeu bastante ver o uniforme do Fábio em comparação aos jogadores de linha do Cruzeiro, ambos de azul da cabeça aos pés. Só o tom era diferente, mas muito levemente, o que torna bem difícil distinguir quem é zagueiro e quem é goleiro em lances com bastante gente na área. Difícil entender como que o juiz aprovou essa combinação (na verdade, acho até difícil entender por que um clube que joga de azul tem uma camisa de goleiro azul).

É homenagem ou é plágio?

fla-flu_PI
O Fla-Flu do Piauí. Homenagem ou plágio?

Opinião: Até que ponto copiar outro time é válido

No final do artigo que falamos sobre as semelhanças e diferenças do Barcelona original e o Barcelona de Guayaquil, comentamos que o clube catalão tentou processar os equatorianos em 2013 por uso indevido de sua marca. Não obteve sucesso. Mas em caso similar na Romênia, contra o Oțelul Galați, foi bem sucedido (e olha que a semelhança deste com o escudo do Barça era muito menor que no caso contra o Barcelona SC, o de Guayaquil).

Então, qual a diferença entre os dois casos? E, antes disso, até que ponto uma cópia é homenagem e até que ponto é plágio? A resposta e minha opinião sobre o assunto você confere na sequência.

Continuar lendo “É homenagem ou é plágio?”

A beleza na simplicidade

america-rj

Curtinha: America do Rio, o mais clonado do Brasil

É curioso ver que, ao menos segundo algumas fontes, o America do Rio (sic),¹ mesmo sem nunca ter sido o maior campeão ou o mais popular mesmo na sua cidade de origem, foi o clube mais “clonado” do Brasil. Se é “o” maior ou não, é inegável que há muitos Américas¹ por aí. Só uma matéria do jornal O Globo de 2004, centenário do clube, lista 31 clubes em 17 estados, grande parte com mesmas cores e/ou formato do escudo. E se os clubes que copiaram o nome, mas não o escudo estão listados, há ainda diversos que levam outro nome e copiaram o escudo do America (como o Confiança em Sergipe) que ficaram de fora da lista.

E talvez ele tenha sido sua grande força: o escudo do America é de uma simplicidade e elegância inconfundível. Fica aqui meu registro e minha homenagem ao Mequinha.

1- O original do Rio fundado em 1904 é America Football Club, em inglês, daí a grafia sem acento. Já a maioria dos clubes fundados em sua homenagem possuem sim o acento da grafia em português.

O que faz uma camisa ter sucesso

braga-1990

Opinião: A relação entre campo e rouparia é mais íntima que parece

Os anos 1990 foram repletos de camisas diferentes e chamativas, devido sobretudo às experiências que a evolução técnica de impressão em camisas possibilitava. Mas poucas duraram ou se tornaram padrões associados aos clubes como a camisa do Bragantino de 1991. O próprio Bragantino de 1990, fotografado acima, também teve um uniforme diferente, porém, ninguém fala ou se lembrar dele.

O que leva à pergunta: o que faz uma camisa ter sucesso? A resposta você confere na sequência.

Continuar lendo “O que faz uma camisa ter sucesso”

A saudosa camisa carijó

camisa-carijo-braga-sp

História e curiosidades da camisa histórica do Bragantino

Após falar sobre como a imagem do Bragantino está morrendo aos poucos para dar lugar à imagem da Red Bull, resolvi que era hora de falar com um pouco mais de profundidade do maior ícone do finado antigo-Braga: sua camisa carijó. Confira na sequência.

Continuar lendo “A saudosa camisa carijó”

Mais tricolores diferentes

Curtinha: duas dicas de leitor e um achado

Após publicarmos aqui as camisas diferentes de Venezia e Blumenau (BEC), nosso sempre atento leitor William enviou a dica de mais dois tricolores diferentes: o AS FAR (de Rabat, Marrocos) e o Leones Negros (Guadalajara, México), respectivamente a primeira e a segunda camisas acima. Eles são tricolores num padrão “Madureira clássico”, ou seja, listras no mesmo tamanho e sem ter uma cor intercalada. E, dando uma cavucada, achei a camisa acima do Glentoran (Belfast, Irlanda do Norte), que é o “padrão Madureira” na horizontal. Adicione o fato de nenhum dos três usar branco e o visual fica ainda mais diferente.

E como minhas curtinhas nunca são tão curtinhas, seguem algumas curiosidades na sequência.

Continuar lendo “Mais tricolores diferentes”

Escudo de um, camisa de outro

barcelonas

As ligações e diferenças entre FC Barcelona e Barcelona SC

Atual maior campeão nacional e figurinha constante nas edições da Libertadores, o Barcelona Sporting Club, ou Barcelona de Guayaquil, chama a atenção pelo nome e escudo quase iguais do famoso time catalão. Mas você já parou para se perguntar por que os uniformes dos clubes, então, são tão diferentes? Veja o motivo na sequência.

Continuar lendo “Escudo de um, camisa de outro”